Virbac Brazil

Terapêuticos

Dexaforce®

Dexaforce®

  • Bovinos

USO VETERINÁRIO
ANTI-INFLAMATÓRIO DE LONGA AÇÃO À BASE DE DEXAMETASONA 

DESCRIÇÃO
Dexaforce® é uma suspensão de fenilpropionato de dexametasona numa solução de fosfato-sódico de dexametasona.

COMPOSIÇÃO
Cada 100 mL contém:
Dexametasona (fenilpropionato)    200 mg
Dexametasona (fosfato-sódico)    100 mg
Excipiente q.s.p.     100 mL

AÇÃO
Os dois ingredientes ativos são corticoides com propriedades 
anti-inflamatórias, antialérgicas e gluconeogênicas. Após injeção intramuscular o fosfato-sódico de dexametasona produz níveis altos de glicose que são mantidos por 48 horas. O fenilpropionato de dexametasona atinge seus efeitos máximos após 48 horas, mantendo níveis de glicose altos por 6 dias. A combinação então produz um efeito rápido e duradouro. A atividade anti-inflamatória é similar quanto ao seu efeito rápido e duração terapêutica total de 8 dias.

INDICAÇÕES
Dexaforce® pode ser usado terapeuticamente para: 
Os casos em que é desejada uma ação anti-inflamatória, 
como por exemplo as condições ortopédicas como: artrites, bursites, tendinites, etc.
Os casos em que é desejada uma ação antialérgica, 
como por exemplo os problemas dermatológicos como dermatites alérgicas.
Os casos em que é desejada uma ação glucogênica 
como a acetonemia das vacas leiteiras.
Indução de parto em ruminantes.

POSOLOGIA E MODO DE USAR
Dexaforce® deve ser administrado pela via intramuscular nas espécies abaixo:

Equinos e bovinos    10 mL
Bezerros, potros, ovinos, caprinos e suínos    1 - 3 mL
Cães     0,5 - 1 mL
Gatos    0,25 - 0,5 mL
Devido à ação longa do Dexaforce®, o tratamento em geral necessita de somente uma aplicação. Aplicações subsequentes podem ser feitas, porém deve-se sempre levar em conta as precauções normais com os corticoides (ver contraindicações). Quando necessário, as aplicações subsequentes devem ser feitas após 8 dias, que é o tempo de efeito corticóide total do produto.

CONTRAINDICAÇÕES E ADVERTÊNCIAS
As condições normais para as quais os corticoides são contraindicados se aplicam também ao Dexaforce®, que são diabetes mellitus, osteoporose, doenças cardíacas e renais, porém nas dosagens recomendadas do Dexaforce® este tem pouca influência sobre a função renal, pois a retenção de sódio e a perda de potássio são negligíveis.
Doenças infecciosas não devem ser tratadas somente com Dexaforce®, ou qualquer corticóide, sempre deve ser acompanhado de uma terapia à base de antimicrobianos.
Devido a sua atividade imunossupressora, corticoides podem levar a uma menor resposta às vacinações, por isso nunca 
devem ser feitos junto com vacinações.
Quando estiver administrando corticoides em vacas leiteiras, 
deve-se ter em mente a possibilidade de que a produção 
de leite pode declinar temporariamente.
Pode ocorrer aborto em animais em avançado estado de prenhez.
Retenção de placenta e uma redução da vitalidade do recém-nascido é mais comum após a indução do parto 
com corticoides.

EFEITOS COLATERAIS
Corticoides podem levar a imunossupressão, insuficiência da glândula adrenal, retardo da cicatrização, atrofia muscular, osteoporose, diminuição do crescimento, atrofia da pele e mudanças no quadro sanguíneo.

ATENÇÃO: OBEDECER AOS SEGUINTES PERÍODOS 
DE CARÊNCIA
BOVINOS, OVINOS, CAPRINOS, SUÍNOS E EQUINOS - ABATE: CARÊNCIA ZERO.
BOVINOS E CAPRINOS - LEITE: CARÊNCIA ZERO.

A UTILIZAÇÃO DO PRODUTO EM CONDIÇÕES DIFERENTES DAS INDICADAS NESTA BULA PODE CAUSAR A PRESENÇA DE RESÍDUOS DO PRODUTO ACIMA DOS LIMITES APROVADOS, TORNANDO O ALIMENTO DE ORIGEM ANIMAL IMPRÓPRIO PARA O CONSUMO.
Conservar em local seco, fresco, em temperatura ambiente 
(entre 15 e 30°C), ao abrigo da luz solar direta e fora do alcance de crianças e animais domésticos.

A validade do produto é de três anos após 
a data de fabricação.

Venda sob prescrição e aplicação sob orientação 
do Médico Veterinário.

APRESENTAÇÃO
Frascos de 50 mL.

Licenciado no Ministério da Agricultura, Pecuária 
e Abastecimento sob o nº 7622 em 23/01/01.

Leia MaisLeia Menos