Antibióticos Intramamários

Rilexine® 200

Rilexine® 200

  • Bovinos

Antibiótico de uso intramamário, a base de Cefalexina e Neomicina associadas a Prednisolona para tratamento das mastites.

Suspensão antibiótica para uso intramamário, a base de Cefalexina e Neomicina associadas a Prednisolona para tratamento das mastites agudas e crônicas nas vacas em lactação.

Balde acompanhado por uma bula, contendo 24 injetores de 10 mL cada.

Balde acompanhado por uma bula, contendo 200 injetores de 10 mL cada.

USO VETERINÁRIO

SUSPENSÃO INTRAMAMÁRIA PARA VACAS LACTANTES

PROPRIEDADES

Rilexine 200 é uma associação de princípios ativos que confere ao produto um amplo espectro de ação antimicrobiana (cefalexina + neomicina), aliado a um elevado poder anti-inflamatório (prednisolona).

A cefalexina, antibiótico da família das cefalosporinas, apresenta uma ação bactericida que se dá pela inibição da síntese da parede bacteriana devido a sua ação sobre a transpeptidase. Seu espectro de ação inclui principalmente micro-organismos Gram-positivos. A cefalexina é uma substância resistente às ß-lactamases produzidas pelos cocos Gram-positivos que geralmente inativam as penicilinas.

A neomicina é um antibiótico aminoglicosídeo com rápida ação bactericida que se manifesta através da interferência sobre a tradução do RNAm no ribossomo, e consequentemente sobre a síntese protéica bacteriana. Seu espectro de ação inclui principalmente micro-organismos Gram-negativos.

A prednisolona é um esteróide sintético com ação anti-inflamatória que auxilia no alívio da dor local provocada pelo processo infeccioso/inflamatório que atinge o quarto mamário.

FÓRMULA:

Cada injetor de 10 mL contém:

Cefalexina.....................................................100 mg

Neomicina....................................................100 mg

Prednisolona..................................................10 mg

Veículo.....q.s.p.............................................. 10 mL

INDICAÇÕES

Rilexine® 200 é indicado para o tratamento das mastites agudas e crônicas de bovinos causadas por Streptococcus agaactie, Streptococcus dysgalactie, Streptococcus uberis, Staphylococcus epidermidis, Staphylococcus aureus, Enterobacter aerogenes, Escherichia coli, Klebsiella pneumoniae, Serratia marscescens, Trueperella pyogenes.

POSOLOGIA E MODO DE USAR

Os injetores são apresentados com cânulas de diferentes comprimentos: cânula curta (cc) e cânula longa (cl).

A) Para o uso da cânula curta (cc), somente retirar o lacre protetor;

B) Para o uso da cânula longa (cl), deixá-la exposta através da torção do bicio para um dos lados até a

ruptura de sua base (observe o esquema abaixo):

Aplicar por via intramamária. Esgotar o leite do quarto mamário afetado, limpar e desinfetar a ponta do teto e aplicar todo o conteúdo de um injetor massageando o úbere no sentido ascendente para melhorar a distribuição da suspensão. 

Aplicar o produto a cada 12 horas, durante 2 dias.

PRECAUÇÕES

O tratamento deve ser realizado durante o período de lactação das vacas.

 Tratar apenas o quarto mamário afetado.

 Lavar as mãos com uma solução desinfetante antes de manipular o produto. 

Descartar os injetores vazios ou com produto não utilizado de forma segura para o meio ambiente.

Embora não nefrotóxica, a cefalexina pode prejudicar as funções renais de organismos anteriormente afetados. 

CONTRAINDICAÇÕES E RESTRIÇÕES DE USO

 Não administrar o produto a animais com hipersensibilidade conhecida às cefalosporinas ou aos aminoglicosídeos. Utilizar com precaução em animais alérgicos às penicilinas.

Leia maisLeia menos

Produtos complementares

Rilexine® 500

Leia mais