Antibióticos Intramamários

Rilexine* 500

Rilexine* 500

  • Bovinos

Antibiótico a base de Cefalexina associada a Neomicina, para uso intramamário no controle das mastites.

Rilexine* 500 é uma suspensão antibiótica a base de Cefalexina associada a Neomicina, para uso intramamário no controle das mastites em vacas secas.

Balde acompanhado por uma bula, contendo 24 injetores de 10 mL cada.

Balde acompanhado por uma bula, contendo 200 injetores de 10 mL cada.

USO VETERINÁRIO
SUSPENSÃO INTRAMAMÁRIA PARA VACAS SECAS

PROPRIEDADES


Rilexine® 500 é uma associação de 2 princípios ativos - cefalexina e neomicina - que confere ao 
produto um amplo espectro de ação antimicrobiana.
A cefalexina, antibiótico da família das cefalosporinas, apresenta uma ação bactericida que se dá 
pela inibição da síntese da parede bacteriana devido a sua ação sobre a transpeptidase. Seu espectro 
de ação inclui principalmente microorganismos Gram-positivos. A cefalexina é uma substância 
resistente às ß-lactamases produzidas pelos cocos Gram-positivos que geralmente inativam as 
penicilinas.
A neomicina é um antibiótico aminoglicosídeo com rápida ação bactericida que se manifesta através 
da interferência sobre a tradução do RNAm no ribossomo, e consequentemente sobre a síntese 
protéica bacteriana. Seu espectro de ação inclui principalmente microorganismos Gram-negativos.


FÓRMULA


Cada injetor de 10 mL contém:
Cefalexina.......................................................250 mg
Neomicina......................................................250 mg
Veículo q.s.p.................................................. ...10 mL 
INDICAÇÕES
Rilexine® 500 é indicado para o tratamento das mastites agudas e crônicas de bovinos causadas por 
Actinomyces bovis, Clostridium perfringens, Corynebacterium sp., Micrococcus sp., Peptococcus sp., 
Peptostreptococcus sp., Propionibacterium sp., Streptococcus sp., Staphylococcus sp. (incluindo cepas 
penicilinase resistentes); Actinobacillus lignieresi, Enterobacter sp., Escherichia coli, Fusobacterium
sp., Haemophillus influenza, Klebsiella pneumoniae, Moraxella sp., Pasteurella sp., Proteus mirabilis, 
Proteus vulgaris, Salmonella sp., Shigella sp.
POSOLOGIA E MODO DE USAR
Os injetores são apresentados com cânulas: cânula curta (cc) e cânula longa (cl).
A) Para o uso da cânula curta (cc), somente retirar o lacre protetor;
B ) Para o uso da cânula longa (cl), deixá-la exposta através da torção do bico injetor para um dos 
lados até a ruptura de sua base (observe o esquema abaixo)

Aplicar por via intramamária. Eliminar os resquícios de leite, limpar e desinfetar a ponta do teto e aplicar todo o 
conteúdo de um injetor massageando o úbere no sentido ascendente para melhorar a distribuição da 
suspensão.


PRECAUÇÕES


O tratamento deve ser realizado durante o período seco das vacas, após a última ordenha do período de lactação, aproximadamente dois meses antes da data prevista para o parto.O tratamento deve ser realizado durante o período seco das vacas, após a última ordenha do período de lactação, aproximadamente dois meses antes da data prevista para o parto.
Tratar simultaneamente os quatro quartos mamários.
Lavar as mãos com uma solução desinfetante antes de manipular o produto.
Descartar os injetores vazios ou com produto não utilizado de forma segura para o meio ambiente.
Embora não nefrotóxica, a cefalexina pode prejudicar as funções renais de organismos anteriormente afetados.
CONTRAINDICAÇÕES E RESTRIÇÕES DE USO
Não administrar o produto a animais com hipersensibilidade conhecida às cefalosporinas ou aos 
aminoglicosídeos. Utilizar com precaução em animais alérgicos às penicilinas.

ATENÇÃO: OBEDECER AOS SEGUINTES PERÍODOS DE CARÊNCIA
BOVINOS
LEITE: SE O PARTO OCORRER ANTES DA DATA PREVISTA, LIBERAR O LEITE PARA O CONSUMO 6 A 
10 DIAS APÓS A ÚLTIMA APLICAÇÃO

 

A UTILIZAÇÃO DO PRODUTO EM CONDIÇÕES DIFERENTES DAS INDICADAS NESTA BULA PODE CAUSAR A 
PRESENÇA DE RESÍDUOS ACIMA DOS LIMITES APROVADOS, TORNANDO O ALIMENTO DE ORIGEM 
ANIMAL IMPRÓPRIO PARA O CONSUMO.


PRAZO DE VALIDADE


02 (dois) anos após a data da fabricação.
Conservar em local seco e fresco, entre 15°C e 30°C, ao abrigo da luz solar direta, fora de alcance de 
crianças e animais domésticos. 
Venda sob prescrição e uso sob orientação do Médico Veterinário. 
Licenciado no Ministério da Agricultura Pecuária e Abastecimento sob o nº 7255 em 16/03/2000. 
APRESENTAÇÃO
Cartucho contendo 12 injetores de 10 mL cada. acompanhado por uma bula.
Balde contendo 24 injetores de 10 mL cada, acompanhado por 24 bulas.
Balde contendo 200 injetores de 10 mL cada, acompanhado por 200 bulas.
PROPRIETÁRIO E FABRICANTE:
VIRBAC MÉXICO, S.A. de C.V.
Av. Inglaterra 5070, Guadalajara Technology Park
C.P. 45010, Zapopan, Jalisco.
REPRESENTANTE EXCLUSIVO NO BRASIL, IMPORTADOR E DISTRIBUÍDOR
VIRBAC DO BRASIL INDUSTRIA E COMERCIO LTDA.
Rua Edgar Marchiori, 255, Vinhedo - SP, CNPJ: 56.921.166/0007-90
Licença MAPA nº SP 000226-7
RESPONSÁVEL TÉCNICO
Marcio Dentello Lustoza - CRMV - SP 13.541
PRODUTO IMPORTADO

Leia MaisLeia Menos

Produtos complementares

Rilexine* 200

Leia Mais